sexta-feira, junho 30, 2006

64

Hora de descansar. Lamento se está quase na hora de ir. Sei que é só uma passagem. Um novo começo ou só a terra e os vermes. "Homens morrem, mas idéias são eternas!". Meu amigo soube viver bons minutos de amor e respeitou a si mesmo quando permitiu a si ser humano. Permitiu animais dilacerarem a razão e a moral. Atreveu a sorrir...e a dançar a melodia que os rouxinóis exalam - na falta de uma expressão mais apropriada ao fenômeno. Perdeu...suas obras de arte, parte de si...as manhãs contando histórias para seus descendentes."Todo homem morre, mas nem todo homem vive". Salvou vidas e músicas no seu Ipod. Andou em camara lenta e negociou com o tempo sua importância por aqui. Hoje eu soube que está na hora de dizer adeus...mas eu prefiro dizer...luz sempre.

Nenhum comentário: