sexta-feira, julho 21, 2006

69

Da novidade. Tudo que eu quero é novo. Só me interessa aquilo que não envelhece mesmo sendo cronologicamente velho. Sou 'novidadeiro'. Aprendi com meus ancestrais a preservar a juventude...amar as jovens...o local do idoso nessa história não reside no corpo mais. A gravidade já levou um pouco do muito que é um 'velho'. Todas as pessoas que você conhece irão morrer um dia. Soa estranho...ou é tão óbvio que chega a ser bobeira.

Nenhum comentário: