domingo, dezembro 03, 2006

111

Para não te esquecer.Quando pára e fito seus olhos oro em silêncio para o vento não deixá-la tão cedo e alimento minha esperança de encontrá-la novamente em qualquer tempo, lugar ou além. Reconheço "serenidade" em seus verbos...
Só entristeço quando recordo que limitei tudo que sentia por ela em muitas palavras e menos ações .Caminhamos para um vôo alto, embora dessa vez não me importo onde vamos chegar e nem quando. Só me interessa estar a seu lado. Posso segurar sua mão, fada?

Nenhum comentário: