domingo, junho 17, 2007

148

Com brilhante sentimento. Há momentos que desejaria não terem existido. Outros, contudo, deveriam surgir a cada momento. Não queria saber que você me teve como "boa companhia e bom sexo". Não queria saber de suas dúvidas e assuntos de bar. Nada mais de comer carne no reveillon. Não quero me lembrar que não podia beijar a boca...meros detalhes que me incomodam. Não sou tão resistente assim. Não sou rapaz desleixado do século vinte e um. Aqui dentro sempre teve Alma. Tudo que faço leva meu sangue. Todas as ações que me evocam são passíveis do meu desencanto. Tudo o que disse e fez a revelia, retorna nos meus olhos e nas minhas palavras. Só o meu silêncio é capaz de conter minhas lágrimas de ontem e hoje. Meu sentimento brilha e não cega. Ofusca. E eu vejo além...e lá, não há espaço nem tempo para a minha insônia.

3 comentários:

pat disse...

Meu Deus, me dê a coragem


Meu Deus, me dê a coragem
de viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites,
todos vazios de Tua presença.
Me dê a coragem de considerar esse vazio
como uma plenitude.
Faça com que eu seja a Tua amante humilde,
entrelaçada a Ti em êxtase.
Faça com que eu possa falar
com este vazio tremendo
e receber como resposta
o amor materno que nutre e embala.
Faça com que eu tenha a coragem de Te amar,
sem odiar as Tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo.
Faça com que a solidão não me destrua.
Faça com que minha solidão me sirva de companhia.
Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar.
Faça com que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.
Receba em teus braços
o meu pecado de pensar.

Clarice.

Ana Clara Ferrari disse...

Rasteja e espreita
Levita e deleita.
É negro. Com luz de ouro.

É branco e escuro.
Tem muito foice
E furo.

Se tu és vidro
É punho. Estilhaça.
É murro

Se tu és água
É tocha. É máquina
Poderosa se tu és rocha.

Um olfato que aspira.
Teu rastro. Um construtor
De finitudes gastas.

É Deus.
Um sedutor nato.

Hilda Hilst


;))) para os habitantes da varanda...

franco disse...

"vai tomar no cú seu filho da puta"

leila diniz


não fui o primeiro a citar, mas deixaria de jogar bola num sábado a tarde pra ter sido...