terça-feira, março 11, 2008

172

2. Se é para ser sincero sei que amo. Sinto que ainda é 'amar'. No meu dia eu posso negar as paixões inusitadas de todos nós e que alguém perdoe nossas atrocidades cotidianas e as verdades do coração que não digo em voz alta. O meu lamento (se é para ser assim) é que com tantos amores que nos cercam, por que cabe somente o tempo escolher quando os mais bonitos chegam (e se vão)? Amanhã olho para a senhorita e não tenho nem sequer uma pequena gota para demonstrar do oceano que é esse amor (contido) que sinto.

Nenhum comentário: