domingo, junho 22, 2008

194

Larvas corajosas. Vi com meus próprios olhos que os vermes hão de comer. A vontade daquela senhora é de pisar no besouro. O cálculo no meio do caminho é para enterrar mais prédios no chão e trazer você e eu para mais uma jornada de trabalho. No topo um macaco joga pedras em que tenta escalar até lá. O conforto vivo do poder. Larvas corajosas, por que comem tanta carne podre?

Nenhum comentário: