quinta-feira, outubro 15, 2009

218

Minha casa, minha vida. Um lugar fechado para guardar minhas coisas...para guardar coisas. Para guardar meu corpo. Para fechar portas e janelas. Para não sentir o frio. Para armazenar fungos e criar ácaros. Pois bem...uma casa não é somente uma casa: é um fim de vida. Que digam os idosos em seus asilos que não possuem mais casa. Que anunciem os descamisados da favela e os patrões em suas mansões. Que seja bem verdadeiro um religioso e diga: não há residência para o sagrado.

217

Folia de Reis. É sabido que os reis dançam. Dançam e mandam. Se bem dançam, não importa. Aliás, são benditos por todos na corte. Um Rei pode ser sábio e temido. Os três reis magos homenagearam o bebê...dançando?

216

Baseado em "Mundo de sonhos" de João Renes. Andei entre vales e montes, provei águas de muitas fontes, pisei em terras distantes....na esperança de encontrar uma morte de verdade, talvez assim, o meu mundo de sonhos fosse realidade....voei como voam as aves, cruzei temprestades e mares, tentei alcançar outros ares, na esperança de encontrar o fim desta jornada, foi tudo em vão, o meu mundo de sonhos transformou-se em nada. Hoje o meu mundo de mortes não tem mais razão, pois nessa vida se perde quando nao se consegue viver a ilusão...

domingo, outubro 11, 2009

215

Já era tempo...
Recuar...recuar...tomar distância...correr...saltar...um salto com mais propulsão.
O velho reconhece o novo: um age.
Discordar...levitar sobre as palavras...reconhece sua órbita?
Daqui a pouco eu a beijo.
Ela não sabe.
Eu sou um acidente...e amanhã serei caos...megalomania?
Mantras modernos para o embate dos sentidos...
Já era tempo.

domingo, outubro 04, 2009