domingo, outubro 30, 2011

227

Imagine alguém que cai e se levanta todos os dias. Alguém que parte e volta. Alguém que se parte e se monta. Alguém que não sabe dançar mas prefere dançar. Imagine ninguém: um alguém que foi pouco ouvido. Um alguém com história e caos. Alguém escrito com sangue. Carregado nas tintas e com asas. Um alguém que acredita - de fato - ser ninguém.

domingo, julho 03, 2011

13 tristes trilhas para um domingo

Treze músicas que tocam em um triste domingo azul qualquer


13 - Roy Orbison - In Dreams




12 - Bee Gees - Don't Forget To Remember Me





11 - Bogdan Plech - Se esta rua fosse minha (Nesta rua)



10 - Madredeus - Haja o que houver






09 - Sigur Rós - Starálfur






08 - Joy Division - Atmosphere




07 - Cartola - Peito vazio



06 - Spiritualized-Ladies and Gentlemen We are Floating in Space


05 - Simon & Garfunkel - Kathy's Song



04 - Flaming Lips - Do you realize?




03 - Nick Cave & The Bad Seeds - Are You The One That I've Been Waiting For



02 - Friedrich Nietzsche - Eine Sylvesternacht, for violin and piano(1863)


01 - Ludwig van Beethoven - Moonlight Serenate



domingo, fevereiro 06, 2011

226

Querida (ponto).

Há muito tempo tenho que lhe falar, de tudo um pouco a dizer...
Há romantismo e há realidade, um bocado de qualquer um seria bem-vindo
Pra essa vontade em te querer bem e feliz, de um jeito egoísta permitir
Um beijo em alma tão querida e em vida tão discreta

Viajaria pra qualquer canto, pra lá e pra cá
Pra te ver dirigir, pra te ver saborear, bem aqui ou acolá...
Querida, iria pra onde estivesse, só pra ali vivenciar
Sua ausência tão presente....

Provavelmente, por azar, tão somente
Um seu e uma minha vivam por viver,
Nosso respeito a nosso despeito,
Sem saber que uma felicidade, vive viva a nós, tão docilmente.

Eu exagero agora, peco em algum paraíso,
Não temo inimigo, nem vergonha sequer,
Pra viver contigo, duas horas e uma vida sequer,
Há algo além do perigo e compromisso,
Há algo lindo, há um prazer sem dizer...

Minha querida, sem poema
Sem música a cantarolar,
Espero muito o seu afago,
Abraço de Beethoven,
Beijo luar de uma dama,
Seu corpo nu um dia no azul,
Uma serenata minha , sem medo de luar.